Gravidez Parto Natural

O renascimento do parto

Toronto_setembro_2013:

Notícia boa!

Em dezembro de 2011 fiz umpost sobre o filme O Renascimento do Parto, nem grávida estava ainda e o tema já andava gravitando meu inconsciente. O trailler do post dá uma boa idéia do que nos aguarda.

O filme já está nos cinemas no Brasil e ganhando prêmios pelo mundo a fora. É bom ver o país discutindo sobre o modo de nascer.  Assista! Onde ver.

Falando em parto natural, outro dia li algo assim: “Se você pensa nisso é por que faz sentindo psicologicamente para você.” Daí me lembro do que li no livro Spiritual Midwifery, em que a Ina May fala que não há como uma midwife/parteira convencer uma mulher a fazer um parto. Simplesmente não é trabalho da midwife convencê-la. Ela tem que querer. Mas como querer se não temos informação a respeito? Como fazer uma escolha, pensando que estamos livres para fazê-la, se na verdade tudo que é dito é rodeado de mito e mentira? Com que critério estamos escolhendo? Com que informação, fora o medo escancarado ou maquiado, que sentimos do momento obscuro, onde tudo pode sair do nosso controle?

É para isso que esses documentários estão nas telas. Amém que existem corajosos que os produzem! Esse filme é um grande passo para o Brasil, mas levantar o tema é apenas o começo da boa luta que teremos que enfrentar para que de fato a mulher seja respeitada na hora do ato mais sagrado, na hora em que está não só vulnerável, mas poderosamente representando a mãe-natureza.

Screen shot 2013-09-02 at 11.22.09 AM.png.

Ps.: Os mitos que sustentam o sistema: a imagem foi tirada da página do filme. A iniciativa quer levantar as razões pelas quais quase todo trabalho de parto acaba em cesariana no Brasil.

Ps2.: Episiotomia Não. Uma prática já em desuso no mundo desenvolvido não é sequer questionada pelo sistema hospitalar brasileiro. Aqui no Canadá, o famoso corte não é procedimento de rotina, nem para quem dá a luz de parto normal com acompanhamento de um obstetra.

Ps3. foto ilustra do Lins…olha eu pançuda na ideia dele…hehe

Quando Luna nasceu eu já era passarinha migrante retirante, morando em Toronto e com o coração solto no mundo. Vivo querendo dar um tombo na rotina e sair voando por ai, sem rumo. Um dia me defini como gaúcha, colorada escorpiana e advogada. Hoje não tenho mais pretensões definidoras. Já entendi que somos transformações pesáveis. Sou um pouco escritora, fotógrafa amadora, inquieta faceira e viajante por qualidade de alma. Ser livre, pelo menos acreditar que tenho escolha é o que me faz viver e crer que a vida é boa. Estou aqui online, mas sou quase analógica. Movida a vinho, lápis, livro e caderninho. Chamego e leveza são palavras que me abraçam. Abri esse canal pra conversar contigo. Quero saber de ti...o que te move, corazon?

0 comentário em “O renascimento do parto

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: