Sem categoria

Bonjour, Bretagne!

Julho_2014_Rennes:

A região noroeste da Franca, Bretanha e Normandia, fica perto do mar e por consequência, mais próxima dos invasores. Não foram poucas as tentativas de tomadas de território pelos ingleses esfomeados, mas embora se diga que essa é a região mais devassada pelas guerras, o que vemos nas ruas de Rennes é historia e beleza. Chegamos faz poucos dias e já nos sentimos em casa. Ha algo da latinidade que se comunica nessas horas. Coisas simples, muito singelas tornam-se o maior dos prazeres por aqui. Laura e Mathieu, nossos amigos queridos, nos esperavam com petiscos e vinho no jardim, debaixo de cerejeiras, papeamos longas horas. Uma horta e arvores frutíferas e pássaros…o que mais desejar? Passear nas feiras, ruas…bisbilhotar as prateleiras de qualquer lugar e examinar o vasto mundo das comidinhas francesas. É de morrer! So queria cozinhar! Comprar queijos e vinhos a menos de 3 euros e se quiser comer um crepe de nuttela no caminho de casa é so ter uma moeda de 2 euros no fundo do bolso que ainda recebe troco!!

Ahh os crepes…falando neles, nosso amigo Mathieu, é o rei das galettes! Um prato típico da Bretanha. Um crepe floreado, diria meu pai. Maravilhoso!!!

Para parar de pensar nas geleias, sais, jambon e queijos daqui, nada como pernear pelas ruelas da cidadela.

Cada curva. Cada construção. Mais uma cidade de mais de dois mil anos de historia…mais uma em que os celtas transitaram.

Esse é um pequeno resumo de longos primeiros dias de olhares por aqui. Logo logo, mais historietas e imagens!

Quando Luna nasceu eu já era passarinha migrante retirante, morando em Toronto e com o coração solto no mundo. Vivo querendo dar um tombo na rotina e sair voando por ai, sem rumo. Um dia me defini como gaúcha, colorada escorpiana e advogada. Hoje não tenho mais pretensões definidoras. Já entendi que somos transformações pesáveis. Sou um pouco escritora, fotógrafa amadora, inquieta faceira e viajante por qualidade de alma. Ser livre, pelo menos acreditar que tenho escolha é o que me faz viver e crer que a vida é boa. Estou aqui online, mas sou quase analógica. Movida a vinho, lápis, livro e caderninho. Chamego e leveza são palavras que me abraçam. Abri esse canal pra conversar contigo. Quero saber de ti...o que te move, corazon?

0 comentário em “Bonjour, Bretagne!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: