Infância

Lute como uma menina!

Luna assistindo a uma cena empolgante de perseguição, olhar atento na tela cara de preocupação. Logo se transforma. Corre, corre. A mocinha do lado de cá, fica altiva e diz para personagem principal: 

– Vai lá, você consegue, você é menina…você é forte! 

Confesso que até me emocionei. Fight like a girl é uma idéia para empoderar o feminino. Digo tanto disso pra ela que uma hora internaliza e se torna verdade maior. Confiança em si e auto-estima é uma arma contra muitas dificuldades que uma criança vai vivenciar. E ser menina tem suas particularidades. Por aí  poderão dizer o que muito ouvi sobre limitações: ‘menina não poder fazer tais coisas, não ser legal dizer o que pensa, ser bom vestir assim ou assado…’ E assim criamos uma nova geração de mulheres.

Não precisamos educar meninas como bonecas, pois elas vão entender que precisam sempre de aprovação externa, que o externo importa muito. Elas podem ser lindas de muitas maneiras. Mostrar que o natural também é belo é um bom começo para reduzir tanta artificialização e busca por alterações mais tarde.

Princezices, pequenas consumidoras, objetos e vítimas do seu próprio ego. Melhor humanizá-las sem subestimar sua força, transformá-las em sujeitos de suas vidas. Não é a escola, nem a Disney, nem a vida que irão ensinar nossas filhas a serem críticas e saberem se informar para melhor escolher. É o que ela ouve e vê dentro de casa que desde cedo a ajudará a perceber o sagrado poder de ser dona do seu nariz  e de suas vontades.

Sem submissão, sem o desejo de querer agradar a ninguém e sem a culpa de decepcionar velhas normas, é que nossas meninas irão talhar seu futuro. E será tão belo e brilhante tanto quanto for sua fé em si mesma.

Mãe, será que a Luna já está pronta para ler “Meninas boazinhas vão para o céu, as más vão à luta*”?

Ps1- * Livro best seller na Alemanhna, de Ute Ehrhardt, trata do poder feminino.

Ps2- Boa sexta! Por aqui…nasce um dia de verão. Enfim, amém!

Quando Luna nasceu eu já era passarinha migrante retirante, morando em Toronto e com o coração solto no mundo. Vivo querendo dar um tombo na rotina e sair voando por ai, sem rumo. Um dia me defini como gaúcha, colorada escorpiana e advogada. Hoje não tenho mais pretensões definidoras. Já entendi que somos transformações pesáveis. Sou um pouco escritora, fotógrafa amadora, inquieta faceira e viajante por qualidade de alma. Ser livre, pelo menos acreditar que tenho escolha é o que me faz viver e crer que a vida é boa. Estou aqui online, mas sou quase analógica. Movida a vinho, lápis, livro e caderninho. Chamego e leveza são palavras que me abraçam. Abri esse canal pra conversar contigo. Quero saber de ti...o que te move, corazon?

0 comentário em “Lute como uma menina!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: